RUN&FUN

A Run&Fun é líder em assessoramento esportivo no Brasil. Ajudamos milhares de pessoas na busca por mais qualidade de vida.

Entre em Contato
(31) 3654-3922
AV. PORTUGAL, 4340 / SL. 202
Siga a Run&Fun
Top

10 dicas de ouro para você se dar bem na Volta da Pampulha

Participar da Volta da Pampulha é o desejo de muitos corredores, mas não dá para completar os 17,8km em torno de um dos maiores cartões-postais da capital mineira sem estar preparado. A prova exige muito treino, dedicação e algumas estratégias.

Então, aqui vão algumas informações para você já começar o seu planejamento para o dia da prova: a 19º edição da corrida acontecerá no dia 3 de dezembro de 2017 e terá a sua largada na avenida Otacílio Negrão de Lima — Praça de Iemanjá.

Com previsão de cerca de 14 mil corredores, a Volta da Pampulha tem tudo para ser, mais uma vez, um sucesso.

E, para que você possa fazer parte dessa festa do mundo dos corredores e completar a prova da melhor maneira possível, separamos, no nosso post de hoje, 10 dicas de ouro para você. Confira!

 

1. Esteja treinado

Não basta se inscrever na Volta da Pampulha e querer realizar esse sonho na raça. Por isso, a primeira dica não poderia ser outra: esteja treinado para correr os 18 quilômetros.

Correr longas distâncias sem estar preparado físico e mentalmente pode ser desgastante para o corpo e, mais importante, pouco seguro! Ao correr, nosso corpo fica exposto a impactos e, muitas vezes, sofre alguns desgastes. Por isso, estar bem treinado é essencial: os treinamentos fazem com que o corpo se adapte e esteja preparado para esses esforços e estímulos.

Muitas pessoas se esquecem de que, além dos treinos de corrida, corredores que desejam participar de provas longas como a Volta da Pampulha podem se beneficiar de treinos de força como a musculação.

Ao fortalecer a musculatura das pernas e da parte central do corpo, o corredor evita lesões que possam causar danos ao corpo e, também, torna os movimentos mais estáveis.

Leve o seu treinamento a sério e, se possível, conte com ajuda de um profissional que te acompanhará e te dará o suporte necessário para que os seus treinos sejam eficientes, seguros para o seu corpo e que melhorem a sua performance. Existem assessorias para corredoresgrupos de corrida, planos de assessoria à distância e muitas outras opções para você.

E, se por algum motivo você não pôde se preparar adequadamente para essa prova, talvez seja melhor abrir mão desse sonho momentaneamente, participar da festa apenas da torcida e treinar com tudo para a edição do ano que vem. Pense nisso!

 

2. Defina uma estratégia

Definir uma boa estratégia para a prova pode ser crucial para chegar ao final com sucesso. Se você tiver um treinador, melhor ainda. Converse com ele sobre a tática mais adequada para correr os 18 km.

As duas opções mais adotadas pelos corredores são manter o ritmo constante do início ao fim da corrida ou aumentar o ritmo progressivamente. Vale mencionar que a escolha dependerá de fatores individuais, já que cada pessoa é única e tem diferentes habilidades e limitações.

Assim, avalie a que melhor se encaixa ao seu objetivo e não tente inventar táticas de prova que não foram testadas nos treinos. Faça o que você treinou para que o seu corpo não tenha que realizar esforços desconhecidos!

Um refresco para os corredores dessa prova é que o percurso é basicamente todo plano, o que favorece e muito o desempenho dos competidores.

 

3. Posicione-se na largada

Já que estamos falando de estratégia, quem pretende baixar o tempo, precisa se posicionar bem na largada. Como o início da prova é muito conturbado, quanto mais próximo do pórtico você estiver na largada, melhor.

Ter cautela para ultrapassar também é fundamental: a estimativa é de que 14 mil corredores estejam presentes na corrida deste ano e cada um possui um ritmo diferente.

Evite correr no passeio (isso vale para todo o percurso). Dê preferência pela rua com atenção dobrada aos possíveis obstáculos no chão, como sinalizadores de trânsito e meio fio.

Segure-se para não empolgar demais no início e largar em ritmo muito forte. Lembre, também, que você está no começo e que ainda falta muito asfalto pela frente.

 

4. Hidrate-se bem

Durante exercícios físicos intensos como a corrida, o corpo perde muita água em forma de suor. Além disso, as altas temperaturas impõem um desafio a mais para os corredores que vão encarar a Volta da Pampulha.

Dessa forma, mantenha um alto nível de hidratação do corpo antes, durante e depois da prova.

Lembre que a sede já caracteriza um quadro de desidratação. Por isso, aproveite para ingerir um pouco de água nos pontos de hidratação da prova mesmo que você não esteja com sede.

E fique atento ao fato de que em percursos longos como o da Volta da Pampulha, a perda não é somente de água, mas também de sais minerais e outras substâncias. Por isso, vale a pena apostar em bebidas isotônicas e repositoras para que a sua saúde seja mantida.

 

5. Chegue com antecedência

Você não vai querer se estressar antes da prova, não é mesmo? Ficar agarrado no trânsito ou sem lugar para estacionar?

Organize-se para chegar com tranquilidade ao local da prova e com pelo menos 1h30 de antecedência. Assim, sobrará tempo para se aquecer, conversar com os amigos, tirar fotos, ir ao banheiro e acertar os últimos detalhes com o seu treinador, evitando que você se estresse antes da corrida.

 

 

6. Faça um checklist

Uma boa estratégia para não se atrasar no dia da prova é deixar tudo preparado na noite anterior. Fazer um check list pode tornar tudo mais simples.

Não se esqueça de incluir nele todos os itens fundamentais para a prova: chip, número de peito e alfinetes, protetor solar, gel carboidrato e relógio carregado. Viseira, boné e óculos escuros também podem ser úteis.

Depois de tudo preparado é hora de ir para a cama. Durma cedo e garanta uma boa noite de sono no dia anterior.

 

7. Use roupas confortáveis

Use roupas leves, confortáveis e adequadas para o clima quente de Belo Horizonte nesta época do ano e que não prejudiquem os seus movimentos.

Evite tecidos de algodão e dê preferência para os de poliamida e poliéster, que ajudam a dissipar rapidamente o suor e não atrapalham a performance do atleta.

Priorize as meias próprias para a prática de corrida: você não vai querer terminar a prova com bolhas no pé.

O mais importante: não faça estreias! Nada de inaugurar o tênis novo na Volta da Pampulha ou estrear uma calça, sendo que você sempre correu com short.

Uma boa opção é sempre ter roupas apropriadas para corrida, inclusive durante os treinamentos, além de melhorar a corrida do dia a dia, você poderá participar de provas com roupas que já tem costume.

 

8. Seja precavido

Esteja preparado para imprevistos. Levar um dinheirinho no bolso é sempre bom em uma prova de corrida de longa distância. Se acontecer algo que te impeça de continuar na prova, você já tem a grana garantida para a volta para a casa.

Quer ser ainda mais precavido? Preencha os seus dados pessoais na parte de trás do seu número de peito e inclua, também, o telefone de uma pessoa de sua confiança que possa ser contatada em caso de necessidade.

 

9. Cuide da alimentação

Os corredores em geral já sabem que a principal fonte de energia para provas de longa duração é o carboidrato.

Antes da prova, priorize a ingestão alimentos ricos em carboidratos de baixo índice glicêmico — aqueles que liberam a energia de forma gradual, garantindo a disposição por mais tempo. Pães integrais, batata doce, mandioca e cará são ótimas opções.

Também é importante nutrir o seu corpo com boas proteínas, como ovos e carnes magras. E lembre-se de que essa refeição que antecede a prova não deve ser muito pesada e nem realizada apenas alguns minutos antes da corrida para que não lhe cause indigestão ou outras complicações.

Já durante a prova, aposte em carboidratos de rápida absorção, como carboidratos em gel, mel, rapadura ou barras especiais para atletas.

Muita gente se esquece, mas o que você come depois da corrida também faz toda a diferença, pois ajuda no processo de recuperação do corpo após um esforço tão intenso. Aqui, novamente, os carboidratos são importantes: frutas, sucos naturais e outras fontes que fornecem energia rapidamente, como cerais de boa qualidade, são sempre boas opções.

E fique ligado, é importante não variar o que vem consumido nos treinos e saber utilizar a quantidade suficiente para você.

Uma alimentação estratégica de qualidade é essencial para os corredores e o profissional mais adequado para te ajudar na elaboração de um plano alimentar de sucesso é o nutricionista.

 

10.Divirta-se!

Essa talvez seja a mais sábia das dicas. Completar a prova é importante, afinal você treinou para isso, mas não deixe de se divertir durante o percurso.

A parte fun da corrida é fundamental para manter a motivação em alta. Aproveite o visual da prova, que passa por importantes pontos turísticos de Belo Horizonte (Igrejinha de São Francisco, Museu de Arte da Pampulha, Casa do Baile e complexo Mineirão/Mineirinho), comemore com os amigos da corrida e celebre mais essa medalha.

 

Informações Importantes

Data: domingo, 3 de dezembro de 2017.

Local da partida: avenida Otacílio Negrão de Lima – Praça de Iemanjá.

Horário: de 8:00 às 11:00 horas.

Agora que você já conhece todas as nossas dicas para que você complete a Volta da Pampulha com muito sucesso, não deixe de compartilhar o nosso post nas redes sociais para que os seus amigos também possam fazer parte desse evento que é um sucesso. Boa prova!

 

Deixe o seu comentário

Equipe Run&Fun
Equipe Run&Fun

ascom@runefunbh.com.br

Este artigo foi produzido por um de nossos especialistas em treinamento esportivo, qualidade de vida e saúde. Gostou do conteúdo? Então compartilhe com os seus amigos nas redes sociais!

X