RUNFUN

A RunFun é líder em assessoramento esportivo no Brasil. Ajudamos milhares de pessoas na busca por mais qualidade de vida.

Entre em Contato
(31) 3654-3922
AV. PORTUGAL, 4340 / SL. 202
Siga a RunFun
Top

Bebida isotônica: vale a pena tomar nos treinos?

Se você pratica exercícios regularmente, deve perceber que durante os treinos fica com muito calor e sede, certo? Para tanto, está sempre com uma garrafinha de água por perto para se hidratar e não perder o ritmo. Nem sempre a água resolve todos os problemas e temos de recorrer a uma bebida isotônica para se sentir melhor e aumentar o desempenho.

É importante saber que existem situações em que o consumo da bebida isotônica é ideal e outras não. Como tudo que envolve o mundo da prática de exercícios físicos, é preciso conhecer a maneira correta de utilizar os produtos que vão lhe auxiliar nos treinos e competições.

Quer saber mais sobre o assunto? Neste texto você poderá encontrar todas as respostas para suas dúvidas!

 

Descubra o que é uma bebida isotônica

A bebida isotônica é um produto formulado para a reposição de água e sais minerais que são perdidos — principalmente — por meio do suor. Elas servem para retardar a fadiga muscular e melhorar a performance durante a prática de exercícios de longa duração ou realizados em ambientes com temperatura elevada — como a corrida ou pedal.

Desde 13 de novembro de 2008, a ANVISA definiu normas para que uma bebida seja considerada isotônica:

  • a concentração de sódio no produto pronto para consumo deve estar entre 460 e 1150 mg/l, devendo ser utilizados sais inorgânicos para fins alimentícios como fonte de sódio;
  • a osmolalidade do produto pronto para consumo deve ser inferior a 330 mOsm/kg água;
  • os carboidratos podem constituir até 8% (m/v) do produto pronto para consumo;
  • o produto pode ser adicionado de vitaminas e minerais, conforme Regulamento Técnico específico sobre adição de nutrientes essenciais;
  • o produto pode ser adicionado de potássio em até 700 mg/l;
  • o produto não pode ser adicionado de outros nutrientes e não nutrientes;
  • o produto não pode ser adicionado de fibras alimentares.

Os diferentes sabores encontrados no mercado servem apenas para agradar o paladar do consumidor. A formulação e efeito são os mesmos e não interferem em nada no efeito da bebida.

 

Consuma apenas se for necessário

Se você, por exemplo, costuma correr cerca de 10 quilômetros em até 1 hora, em geral não é preciso consumir isotônicos, pois o esforço físico e perda de líquidos não é tão expressivo e apenas o consumo de água potável pode resolver o problema.

Caso seus treinos passem de 1 hora, o consumo de um isotônico é recomendado, pois nesse caso a perda de líquidos é superior ao que a água é capaz de repor em um curto espaço de tempo.

A água de coco é um isotônico natural e faz bem a função de hidratar e repor nutrientes no corpo de atletas. Ela pode ser uma boa opção — e mais barata — para que não seja preciso recorrer a produtos industrializados.

Lembre-se sempre que consumir qualquer bebida isotônica em excesso pode ser prejudicial para sua saúde, pois isso pode causar alterações na sua pressão arterial, devido ao alto consumo de micronutrientes. É importante sempre procurar ajuda profissional antes de iniciar práticas esportivas.

Hoje você aprendeu mais sobre o que é a bebida isotônica, qual a sua ação no organismo do praticante de atividades físicas e quando é preciso utilizá-la para otimizar seu desempenho durante os treinos e competições.

Se você gostou do conteúdo deste post, curta nossa página no Facebook e siga nosso perfil no Instagram para sempre ter acesso às nossas novidades!

Deixe o seu comentário

Compartilhe
Equipe Run&Fun
Equipe Run&Fun

ascom@runefunbh.com.br

Este artigo foi produzido por um de nossos especialistas em treinamento esportivo, qualidade de vida e saúde. Gostou do conteúdo? Então compartilhe com os seus amigos nas redes sociais!

WhatsApp chat
1
Olá! Bem-vindo à RunFun!
Como podemos te ajudar?
Powered by
X