RUNFUN

A RunFun é líder em assessoramento esportivo no Brasil. Ajudamos milhares de pessoas na busca por mais qualidade de vida.

Entre em Contato
(31) 3654-3922
AV. PORTUGAL, 4340 / SL. 202
Siga a RunFun
Top

[CBHC] #D10 Correr na Barragem Santa Lúcia

Chegamos ao 10º dia do Conhecendo BH Correndo. O projeto tem tomado moldes grandiosos. A cada missão, vou “destrinchando” a cidade. De norte a sul da capital mineira, vou redescobrindo locais de treino e desbravando novas possibilidades.

Desta vez, fui conhecer a Praça República do Líbano. Não sabe onde é? Aposto que sabe sim. Se não reconheceu de primeira é porque, em Belo Horizonte, qualquer praça é mais conhecida pelo apelido do que pelo “nome de batismo”. A Praça República do Líbano é a conhecida Barragem Santa Lúcia. E lá tem pista de corrida de 800 metros que circunda toda a barragem. Quem corre por lá também pode curtir a vista que une o Santa Lúcia e o Alto Santa Lúcia.

A barragem lembra muito de longe a orla da Lagoa da Pampulha. É menor, mas mais arborizada. No estacionamento tem espaço para alongamento. De lá mesmo já dá para ter uma ideia da extensão da pista. Olhando para o outro lado dá pra ver de longe um pedacinho do Centro de BH. Pertinho do estacionamento há também um ponto de hidratação e banheiros públicos. Uma baita de uma surpresa: foi o segundo lugar em BH que encontrei ponto de apoio público.

Barragem Santa Lúcia

Como sou apaixonado por asfalto, nem consegui me concentrar muito no alongamento. Já queria partir logo para a pista. Como havia pouca gente correndo naquele horário (às 8h30), me senti “o dono da pista”, não resisti e dei logo duas voltas rápidas. Foi um sonho: uma pista de 800 metros só pra mim!

Por ser bem arborizada, a respiração durante a corrida foi favorecida, compensando a poeira que sobe do famoso campo de futebol da barragem. Mais à frente, em uma entrada à direita, um caminho ainda mais arborizado, onde reina a flora e que liga os bairros Santa Lúcia e Cidade Jardim. A partir de lá, dá para pegar uma reta e você pode escolher entre uma corrida no campo ou subir e descer escadas. Mas fique ligado, o aviso na placa é claro: “Preserve a natureza!”.

Voltando à pista, vejo policiamento a postos, homens pescando na barragem (custei a crer!), alguns patinhos nadando e cisnes… Peraí: cisnes?! Isso mesmo! Vez ou outra eles pousam pertinho das pessoas procurando por comida.

Acabei fazendo um treino leve por causa do calor e para não desobedecer a planilha (quem inventou isso de planilhas, meu Deus?!). Depois continuei lá por um tempo, observando e me surpreendendo com os encantos que Belo Horizonte reserva para a gente.

Eu?! Tô Conhecendo BH Correndo. E você?! Vem comigo uai.

Conhecendo BH Correndo

Deixe o seu comentário

Felipe Branco
Felipe Branco

filipibranco@yahoo.com.br

Felipe Branco, 27 anos, é daqueles corredores “sem tempo ruim” e que adoram um desafio. Quando ingressou na corrida de rua há cinco anos, tinha a Avenida Cristiano Machado e o Anel Rodoviário como pista de corrida. Ele se aventurava ali mesmo, pois preferia se arriscar a deixar de correr. Hoje, ele inclui trechos mais seguros na sua rotina de treinos. Talvez daí, a necessidade de explorar a cidade e compartilhar os achados com outros corredores.

WhatsApp chat
1
Olá! Bem-vindo à RunFun!
Como podemos te ajudar?
Powered by
X