RUNFUN

A RunFun é líder em assessoramento esportivo no Brasil. Ajudamos milhares de pessoas na busca por mais qualidade de vida.

Entre em Contato
(31) 3654-3922
AV. PORTUGAL, 4340 / SL. 202
Siga a RunFun
Top
 

Blog

[CBHC] #D14 Correr na Avenida Bernardo Vasconcelos

Localizada entre duas das principais avenidas da capital mineira (a Cristiano Machado e a Antônio Carlos), a Bernardo Vasconcelos sempre me encantou. Não à toa, desde o início do projeto Conhecendo BH Correndo quis explorar melhor a avenida e esse dia finalmente chegou.

O bairro é o Cachoeirinha e o acesso é fácil de carro, ônibus ou metrô, tanto pela Cristiano Machado quanto pela Antônio Carlos. As vias da Bernardo Vasconcelos também são largas e é bem tranquilo estacionar por lá.

Bem movimentada e comercial, a Bernardo Vasconcelos ostenta vários supermercados, padarias, bares, quadras e academias que, em sua maioria, já estão abertos às 7h30 da manhã de domingo.

O canteiro central da avenida é arborizado, bem sinalizado e seria perfeito senão fosse o mau cheiro do Ribeirão das Onças, que corta a Bernardo Vasconcelos.

A pista de cooper da avenida tem pouco mais de 3 km. Alguns cruzamentos e semáforos que cortam a pista exigem mais atenção dos corredores. E também o solo, que infelizmente está cheio daqueles famosos rachados e pequenas imperfeições. Cuidado e olhe sempre para frente! Tropeções e quedas são riscos eminentes.

O forte calor também pode ser um dificultador, uma vez que a avenida não conta com bebedouros. Vá preparado! Uma garrafinha em mãos não vai atrapalhar o seu treino.

Outro ponto negativo é o fato de não contar com banheiros públicos (já estamos acostumados com a falta desses espaços na cidade, né?!). Por outro lado, o comércio costuma ser solícito. Alguns cobram um valor para a utilização de seus banheiros. Por isso, não se esqueça daquela moedinha no bolso.

A questão segurança é um ponto a ser destacado. Por ser movimentada e famosa por receber atletas, a Bernardo Vasconcelos é relativamente segura, mesmo com a pouca movimentação de policiais.

Apesar de alguns pontos a serem observados, indico a pista. Sugiro treinos curtos e rodagens que não passem de 10 km, pois pode ser cansativo.

Por tudo que já tinha escutado sobre a pista da Bernardo Vasconcelos, me surpreendi positivamente. Tem pontos a melhorar, claro que sim. Mas gostei do lugar!

Se você estiver em boa companhia, melhor ainda. Nessa última missão do projeto, eu contei com a presença da minha esposa, Telma, e da Rosangela, Carol e Jonathan, alunos da Run&Fun.

No final do treino, ainda teve uma pequena resenha, regrada à água com gás.

Eu?! Continuo Conhecendo BH Correndo. E você?! Vem comigo uai.

correr na bernardo vasconcelos 2

Deixe o seu comentário

Compartilhe
Felipe Branco
Felipe Branco

filipibranco@yahoo.com.br

Felipe Branco, 27 anos, é daqueles corredores “sem tempo ruim” e que adoram um desafio. Quando ingressou na corrida de rua há cinco anos, tinha a Avenida Cristiano Machado e o Anel Rodoviário como pista de corrida. Ele se aventurava ali mesmo, pois preferia se arriscar a deixar de correr. Hoje, ele inclui trechos mais seguros na sua rotina de treinos. Talvez daí, a necessidade de explorar a cidade e compartilhar os achados com outros corredores.

WhatsApp chat
1
Olá! Bem-vindo à RunFun!
Como podemos te ajudar?
Powered by
X